Educação Holística

O que é a Educação Holística?

Educação Holística é uma filosofia de educação, dentro do pensamento holístico, que se baseia na propriedade em que cada pessoa encontra identidade, significado e propósito de vida através de conexões com a comunidade, com a natureza e com valores espirituais, tais como a paz, a solidariedade, a compaixão, o amor incondicional, a alegria e a gratidão pela vida.

A Educação Holística tem o objetivo de inspirar a celebração interior pela vida, pela paixão de aprender e pelo desenvolvimento da capacidade criativa. Essa é uma definição dada por Ron Miller, fundador do jornal Holistic Education Review (atualmente nomeado como Encounter: Education for Meaning and Social Justice).

O termo educação holística é frequentemente referido como o mais democrático e humanista no campo da educação alternativa. A Educação Holística é um sistema educacional que nos leva a refletir, a nos introspectar e trabalhar a espiritualidade. Não a espiritualidade como crenças ou dogmas religiosos, mas como uma forma de melhor compreender a nossa essência: o espírito. O espírito, isento de qualquer religião ou fanatismo religioso.

A sala de aula ideal na educação holística é a natureza e o livro básico é o livro da vida, onde não há aplicação de estudos apenas teóricos e abstratos, todos os estudos são aplicados a partir de práticas educativas que tem como base os eventos reais da natureza e as ações do homem na vida cotidiana.

A educação holística busca desenvolver e trabalhar com todas as inteligências, ou seja, com as inteligências múltiplas, mas principalmente com a inteligência emocional, que é o pensar com o coração, ao invés de só utilizar a inteligência racional, como sempre fomos condicionados a fazer.

Busca desenvolver o raciocínio utilizando os dois lados do cérebro ao mesmo tempo, principalmente o lado direito que é o lado criativo e intuitivo, ao invés de utilizar apenas o lado esquerdo do cérebro, que é lógico e racional. O lado esquerdo é a parte do cérebro que a maioria das pessoas tem sido condicionadas a usar ao longo do tempo, através do sistema educacional cartesiano e prussiano (militar) de nossas escolas.

Robin Ann Martin, em 2003, descreve uma situação mais ampla, “Nos seus níveis gerais, o que difere a educação holística das outras formas de educação são seus objetivos e metas, o foco de sua atenção no aprendizado experimental e no significado e importância que isso tem nos relacionamentos e nos valores humanos dentro do aprendizado”.

A concepção de Holísmo refere-se a ideia de que toda propriedade de um dado sistema, em qualquer campo de estudo, não pode ser determinada ou explicada apenas pela soma das partes dos seus componentes, mas pela sua inter-relação com o meio e com o todo.

Para entendermos a Visão Holística da Educação é necessário sabermos a sua origem. A palavra Holismo – vem do grego holon – significa inteiro, integral, totalidade, realidade, que faz referência a um universo feito de conjuntos integrados que não pode ser reduzido a simples soma de suas partes.

“O termo Educação Holística foi proposto pelo americano R. Miller (1997) para designar o trabalho de um conjunto heterogêneo de liberais, de humanistas e de românticos que têm em comum a convicção de que a personalidade global de cada criança deve ser considerada e levada em conta na sua educação. São consideradas todas as facetas da experiência humana, não só o intelecto racional e as responsabilidades de vocação e cidadania, mas também os aspectos físicos, emocionais, sociais, estéticos, criativos, intuitivos e espirituais inatos da natureza do ser humano”. (Yus, 2002, p.16).

A Visão Holística da Educação é um novo modo de relação do ser humano com o mundo; uma nova visão do cosmos, da natureza, da sociedade, do outro e de si mesmo. Segundo o Relatório da Comissão Internacional de Educação para a UNESCO, intitulado “Educação: um tesouro a descobrir”, 1994 (que é a base para documentos e pareceres atuais do MEC) são quatro os pilares básicos da Educação para o século XXI: Aprender a fazer; Aprender a conhecer;  Aprender a ser;  Aprender a viver juntos.

Para se alcançar esses pilares, a Visão Holística traça um perfil de um ser humano com as seguintes características:
1. Ativo e autodeterminado: com autonomia e autoiniciativa para a “reconstrução do mundo”;
2. Pacífico: sensibilidade e criatividade para a criação de novas formas harmoniosas de viver em sociedade;
3. Solidário: opõe-se a competição, ao conflito e ao acúmulo de bens como fonte de poder, busca sempre o companheirismo e a cooperação no desenvolvimento de suas atividades tendo como meta a justiça social;
4. Autoconsciente: busca da felicidade, do bem-estar, da paz e o atendimento das necessidades básicas de sobrevivência, sempre de maneira centrada e harmoniosa, tendo autocrítica e a perfeita visão de si mesmo e consciência do seu papel dentro do todo e da comunidade;
5. Intuitivo e dotado de visão holística: intuição que alimenta hipóteses e novas opções dentro de uma perspectiva interdisciplinar;
6. Pleno de amor: o amor descarta a competição, o egoísmo, a inveja, etc. e estimula a adesão, a participação, a solidariedade e ao “compartilhar”;
7. Sensível ao belo e criativo: observar, sentir, captar, empolgar-se com detalhes do mundo;
8. Voltado ao espiritual: ser espiritualizado significa buscar internamente um encontro com a manifestação divina que existe em cada um de nós e na natureza.

A Visão Holística na Educação contribui para:
a) Perceber o aluno como ser integral;
b) Aprender a viver junto com o aluno;
c) Ensinar o aluno a viver em grupo através de vivências em dinâmicas de grupo;
d) Ensinar ao aluno valorizar as coisas simples da vida.

Parcerias

Projetos